Google+ Followers

segunda-feira, 28 de julho de 2014

NO FINAL DAS CONTAS...


Você não acha que consegue superar tudo?
Tanta coisa já passou pelas nossas vidas;
tanta e tanta coisa a gente já viveu.
E no final das contas, quem gosta da gente
é a gente mesmo... E no final das contas,
o trem vai passar e as nuvens vão refletir um outro sorriso.
E no final das contas,
um outro sorriso compensa as nossas perdas passadas.

Existe sempre um motivo pra chorar
por alguém que jamais voltará a chorar pela gente.
E cada lágrima caída
vai ser uma gota no oceano dessa saudade
que nos mata a cada segundo,
que nos remete ao fim do mundo,
que nos faz ser a pessoa mais desprezada do universo.

E no final das contas, quem gosta da gente
é a gente mesmo... Quem gosta da gente
é aquela mesma outra pessoa que sofre também
e que entregaria todo o seu coração
a quem pudesse sentir o calor do sol ao seu lado.

Você num acha que consegue superar tudo?
Então olha pra trás
e veja quanta coisa já enfrentamos juntos.
Olha pra trás e passe a perceber
que quem gosta da gente é a gente mesmo!


*********

Escrevi o poema NO FINAL DAS CONTAS... para a minha grande amiga, Kênia. Ele se encontra no livro Confissões, da Darda Editora (RJ). A excelente publicação, carregada de versos dos mais diversos autores brasileiros, foi organizada por João Paulo Cabral e Fernanda Mothé Pipas. Parabéns, meus amigos, pelo trabalho realizado.

Creio que a ideia central do poema melhor se revela quando unimos os versos: "No final das contas, quem gosta da gente é a gente mesmo."


Nenhum comentário:

Postar um comentário