Google+ Followers

quarta-feira, 16 de julho de 2014

SINFONIA-MESTRA


Fecha os teus olhos diante do altar!
A luz irradiante queima como fogo
Vejo o luar, vejo o amanhecer,
Vejo o poder divino e glorioso.

Encontrei a Luz!
Tão bela rubra rosa, límpida,
Meio dourada - vejo uma cruz.

Adentrei agora no templo;
Tu não poderás vir.
Os guardiões permitem-me passar
Reunir é mais difícil que dividir.

Lutarei, meu Pai!
Com passo lento passo.
- "Mede e sai!"
Da minha fé, és quadro.

Mas segura a minha mão
Teus lábios salvam-me a vida.
Ajuda-me também, irmão,
Nesse caminhar pela dura senda.
Ouvi lindas músicas
E as trouxe para a Terra.

Justiça e Misericórdia veneráveis,
Sem Deus nada somos.
Bruta como pedra, leve como pena,
A Luz combate as trevas.
Um novo amanhecer foi o que vi
Não basta apenas ter bons olhos,
Mas poder o bem sentir.

Elvira, aqui não podes entrar
Ouve o som do mar.
Lembra-te de mim...
Fecha os teus olhos diante do altar!



Nenhum comentário:

Postar um comentário